Arquivo da categoria: Dicas de segurança

Confira os 10 mandamentos da viagem segura

street-238458_1280

Muita gente aproveita o período de férias para viajar. Mas não basta ligar o carro ou a moto, pôr combustível, e pegar a estrada. É preciso levar em conta os dez mandamentos da viagem segura. Confira:

     1. Verificar se a manutenção do veículo está em dia

Não deixe de cumprir os prazos de manutenção que constam no manual do proprietário. Nele você encontra as quilometragens indicadas para a revisão dos itens que asseguram o bom funcionamento, economia de combustível e as condições adequadas do veículo. Sistema de freios, direção, motorização, iluminação, arrefecimento, ventilação, desgaste dos pneus, alinhamento e balanceamento são algumas das verificações periódicas obrigatórias.

  1. Ter todas as luzes funcionando perfeitamente

Ver e ser visto está entre as regras básicas de segurança no trânsito. Portanto, vale a pena ter certeza de que todas as lâmpadas externas (faróis, lanternas, luzes de freio, sinalizadores de direção, de marcha ré e da placa de licença) estão funcionando, pois elas são fundamentais para a segurança, especialmente em trajetos com condições de visibilidade precária, como neblina em trechos de serra.

  1. Planejar o trajeto que vai fazer antes de sair

Planejar a viagem é outro passou importante para evitar imprevistos indesejáveis. Então, antes de pegar estrada, verifique se existem postos de abastecimento e restaurantes no seu trajeto. Ao parar para abastecer, cheque o nível do óleo do motor e a calibragem dos pneus sempre que possível. É recomendável ainda que o condutor faça uma parada a cada 90 minutos para movimentar os músculos. Isso ajuda a evitar os desconfortos da fadiga.

  1. Manter os pneus bem calibrados

Não se esqueça de calibrar os pneus, inclusive o estepe. Os pneus devem ser calibrados ainda frios, portanto pare no posto mais próximo da sua casa e não após rodagens longas. A uniformidade do desgaste também deve ser sempre conferida. Se houver algum tipo de irregularidade, elas podem indicar a necessidade de alinhamento do sistema de direção ou até mesmo a troca.

     5. Seguir  os procedimentos básicos de segurança

Se a viagem for de moto, já prepare os equipamentos de segurança: capacete, calças e jaquetas confeccionadas em tecido grosso ou couro, calçados fechados e luvas. O capacete precisa estar dentro do prazo de validade. A viseira também exige atenção, pois precisa estar sempre limpa e sem riscos para não prejudicar a pilotagem em dias chuvosos e à noite. Roupas de cor clara facilitam a visão de outros motociclistas, principalmente no período noturno.

  1. Manter em dia os fluidos e equipamentos

No caso de ir de carro, outra recomendação é não deixar de levar ferramentas e o triângulo de segurança no porta-malas do automóvel, além de checar, antes da partida, a validade do extintor de incêndio e a calibragem do estepe. Aconselha-se também inspecionar o nível do óleo e outros fluidos, como do arrefecimento, lavador do para-brisa, freios, direção hidráulica e da transmissão automática, se o veículo contar com esse tipo de equipamento.

     7 .Respeitar os limites de velocidade

Não apenas não se deve dirigir acima dos limites permitidos por lei, mas também é recomendável dar uma tirada de pé no caso de tempo chuvoso.

Diminuir a velocidade de 100 km/h para 80 km/h, por exemplo, reduz o espaço de frenagem em mais de 15 metros, uma distância equivalente a mais de três carros e que pode ser essencial na hora de evitar um acidente.

    8.Manter distância do veículo à frente

Nem pense em colar na traseira dos outros carros. Use a a regra dos três segundos como parâmetro: Quando o veículo da frente passar por um poste ou árvore, comece a contar “1,2,3”. Caso você passe pela mesma árvore antes da contagem atingir o três, você está perto demais. Em caso de pista molhada, essa contagem deve ser aumentada para ajudar no tempo de frenagem.

  9. Não fazer ultrapassagens arriscadas

Jamais ultrapasse pela direita e sempre utilize as setas para mostrar sua intenção para outros motoristas e evitar uma fechada. Em vias de mão dupla, respeite a indicação da faixa de divisão, elas estão lá para avisar onde é o local mais seguro. Mesmo seguindo essas dicas, certifique-se do mais importante: somente ultrapasse caso você se sinta seguro.

  10.Acomodar bem as bagagens

Em um acidente, um objeto solto na cabine tem seu peso multiplicado 25 vezes quando arremessado. Por isso leve as bagagens apenas no porta-malas. Evite sobrecarregar o carro. O peso extra faz com que o tempo de frenagem seja maior e a aceleração seja menor (risco nas ultrapassagens).

Fonte: Carros – iG @ http://carros.ig.com.br/2016-12-19/viagem-de-ferias.html

Adquira o seu rastreador Carsysytem. Acesse: http://www.carsystem.com/blog/

10 coisas que você precisa sabe sobre o óleo do seu carro

oil-696579_1280

 

Não precisa ser expert em mecânica para saber como e quando fazer a troca de óleo do seu carro. Porém, ao mesmo tempo em que esse assunto é simples, é cercado de dúvidas e mitos. E como tem gente dando palpite errado por aí… Separamos 10 dicas importantes para você esclarecer suas dúvidas sobre lubrificantes.

1 – Respeite os prazos de trocas
No topo da lista, sem dúvida, temos que falar no respeito pelo prazo de troca de óleo. Seja chato com isso, no bom sentido. Siga sempre o que recomenda a montadora quanto à quilometragem para substituir o óleo e o filtro de óleo.

2 – Use o óleo certo
Também seja exigente em relação ao tipo de óleo que será usado na troca. No manual do proprietário do seu carro está especificado o tipo de óleo que deve ser usado, se mineral, sintético ou semissintético. Também consta a informação em relação à viscosidade e ao desempenho do lubrificante.

3 – Não exagere ao completar
O nível de óleo deve estar entre o mínimo e o máximo da vareta. Não coloque a mais e também não deixe abaixo. Se você exagerar no óleo e o nível ficar acima, o excesso vai acumular na câmara de combustão, carbonizando peças do motor, como velas. O carro também pode ter vazamentos.

4 – Carro dá sinais de óleo velho
Com o óleo vencido, o motor do carro dá sinais, como trepidações e consumo excessivo de combustível. Por isso, siga sempre o prazo de trocas estipulado pelo fabricante para não chegar até esses sintomas.

5 – Motor de carro não aceita óleo de moto
Nunca coloque óleo de motos no seu carro. Nem qualquer outro óleo que não seja o recomendando pelo fabricante no manual do proprietário do veículo.

6 – Óleo vencido perde a eficiência
Quando você não respeita o período de troca do lubrificante, os aditivos do óleo são consumidos e perdem a eficiência, podendo resultar na formação e no acúmulo de borra (sujeira) no motor. Isso pode entupir os dutos, aumentando a temperatura do motor e diminuindo a sua vida útil, além de acumular verniz nas peças.

7 – Saiba medir certo
É importantíssimo medir corretamente o nível do óleo. O motor deve estar frio, com pelo menos cinco minutos desligado. E o veículo deve estar sempre em local plano.

8 – É normal baixar óleo
O nível de óleo do motor pode baixar durante o seu período de uso. Isso é normal. Cada fabricante de veículo especifica qual o nível de consumo é considerado normal para cada motor, de acordo com o projeto e as condições de uso do mesmo. O importante é verificar o que diz o manual do veículo.

9 – Óleo preto não é velho
Não entre nessa conversa de que óleo preto é velho. Como falamos, o que vale é o prazo de troca. O óleo preto significa que ele está fazendo bem um dos seus papeis, que é a limpeza do motor.

10 – Aditivos ajudam na limpeza e proteção
Os aditivos são substâncias adicionadas aos lubrificantes que melhoram as condições de lubrificação, prolongam sua vida útil e criam uma barreira para proteger o motor. Os lubrificantes já possuem em sua formulação todos os aditivos necessários para o seu perfeito funcionamento, não sendo necessária a mistura com aditivos complementares.

Adquira o seu rastreador Carsystem. Acesse o site: http://www.carsystem.com/blog/

 

Cuidados com o carro: melhor prevenir do que remediar

repair-76679_640

Você é daqueles que só leva o carro ao mecânico quando ele apresenta algum defeito? Saiba que esse hábito pode custar mais caro do que fazer a manutenção preventiva, cuidando do veículo para que ele não quebre.

Veja quais são os 7 itens que você deve checar periodicamente para evitar dores de cabeça e prejuízo no seu bolso.:

1 – Freios

O fluido de freio deve ser trocado em média uma vez por ano. Discos de freio, pastilhas, tambores e outras peças do sistema devem ser revisados a cada 10 mil quilômetros.

2 – Troca de Óleo

Tanto o óleo lubrificante quanto o filtro do óleo precisam ser trocados nas datas estabelecidas pela montadora, em média a cada 10 mil ou a cada seis meses. Se isso não for feito, os danos ao motor podem causar grandes prejuízos. Você também deve consultar o manual do proprietário sobre as trocas de óleo da caixa e da direção hidráulica.

3 – Sistema de Arrefecimento

A cada 30 mil quilômetros é necessário executar uma limpeza no sistema. Radiador e reservatório de expansão são as peças que devem ser limpas. O fluido (água mais aditivo) é responsável pela refrigeração e o perfeito funcionamento do motor. O aditivo do radiador deve ser trocado também a cada 30 mil quilômetros.
4 – Filtro de Ar

Tipo de manutenção rápida, fácil e barata. A razão para substituir o filtro de ar é muito simples: o fluxo de ar auxilia o motor a funcionar com melhor performance, sem exigir muito desgaste. O ideal é que um sistema de filtragem do ar seja substituído a cada ano, mas o tempo de troca depende da utilização do veículo. Quanto mais usado for o veículo, menor o prazo de troca do filtro.

5 – Filtro de combustível

O filtro de combustível é o guardião que evita a passagem de sujeira do tanque do carro para o motor. Ele deve estar sempre em ótimo estado. Ele deve ser trocado entre 10 mil e 15 mil quilômetros.

6 – Alinhamento e balanceamento

Para evitar o desgaste excessivo de pneus, alinhamento e balanceamento são fundamentais. Recomenda-se executar o serviço no máximo a cada 10 mil quilômetros, além de aproveitar e fazer o rodizio dos pneus.

7 – Velas

As velas são fundamentais para o bom funcionamento do motor. Não é preciso sentir uma falha para trocá-las. Elas podem estar danificadas mesmo com o funcionamento aparentemente normal. A substituição das velas deve ser feita exatamente na data estabelecida pela montadora, que pode variar de 15 mil a 100 mil, conforme a marca.

Proteja-se com a Carsystem. Acesse nosso site de promoções especiais!

http://www.carsystem.com/blog/

Atenção, mulher! Veja 4 dicas simples para evitar assaltos no trânsito

woman-289315_640

As mulheres, principalmente quando estão sozinhas, são o alvo preferido dos ladrões de veículos. Por isso, todo o cuidado é pouco no trânsito. Nosso blog preparou algumas dicas para você, leitora, se prevenir.

– Mantenha atenção redobrada: à noite e em lugares afastados, a atenção deve ser redobrada, antes de estacionar e depois de retornar ao carro. A preferência por estacionamentos particulares ajuda bastante, mesmo com as taxas altas. Quando não for possível estacionar em um local seguro, antes de descer do carro, verifique se não há presença de nenhum estranho. Observar a movimentação ao redor do veículo é fundamental para evitar situações complicadas. O mesmo procedimento vale para a hora de deixar o local estacionado. Uma vez dentro do carro, não é recomendável ficar muito tempo parada, falando ao celular ou distraída com qualquer outra coisa que possa te colocar em situações de risco;

– Mantenha Vidros fechados e portas travadas: assim que entrar no carro, trave as portas e dirija sempre assim. Os vidros devem permanecer fechados, tanto de dia quanto de noite, especialmente em congestionamentos e diante de sinais vermelho. Durante o verão, quem não tem ar condicionado pode deixar o vidro aberto quando o carro estiver em movimento, mas, nestes casos, será necessário ficar sempre atento a movimentos estranhos, principalmente quando a velocidade for reduzida;

– Não fale ao celular: além de ser uma infração de trânsito, dirigir falando ao celular pode provocar acidentes e facilitar a ação de bandidos. A recomendação é evitar usar o aparelho até mesmo depois de estacionar e descer do carro, enquanto você se caminha para o local de destino ou volta ao carro. A distração nestes momentos é um dos principais responsáveis por atrair criminosos;

– Preste socorro apenas quando tiver certeza do problema: um truque muito comum entre pessoas más intencionadas é ficar com o carro parado no acostamento e pedir ajuda. O ideal é não parar, exceto quando a situação for evidentemente verdadeira. À noite ou em estradas afastadas, parar para prestar socorro somente se houver acidente. Caso contrário, não pare. Infelizmente a solidariedade pode ser prejudicial e uma isca para roubos e sequestros.

Estas pequenas medidas não devem ser esquecidas durante o dia-a-dia, por nenhum motorista. Com a devida atenção, muitos problemas podem ser evitados.

Dicas extras

Para conseguir dirigir confortavelmente, use sempre calçados fechados e evite o uso de salto alto. A posição do banco e espelhos retrovisores deve ser ajustada sempre que necessário, para que seja possível manter a postura correta ao volante e observar tudo à sua volta.

Caso se envolva em algum acidente, lembre-se de manter a calma em primeiro lugar, por mais difícil que seja. Antes de qualquer coisa, certifique-se de que não está ferida e caso tenha outras pessoas presentes, verifique se há alguém ferido e chame logo por ajuda. Sinalize o local do acidente, para evitar outras colisões. Conte com a ajuda de policiais e outras autoridades para solucionar o problema. Quando não for possível, tente colher as informações necessárias para consertar possíveis estragos e, logo em seguida, registre queixa na delegacia.

Dirigir tranquilamente e com segurança, é mais fácil do que a gente imagina. Basta ficar sempre atenta e evitar distrações que possam ocasionar problemas mais graves. Com isso em mente, sinta o prazer de cair na estrada, sempre que precisar ou sentir vontade!

Proteja-se com Carsystem. Acesse o link abaixo e compre rastreadores em condições especiais:

http://www.carsystem.com/blog/

 

Reagir em caso de assalto põe em risco a vida da vítima

burglar 2

Policiais e especialistas em segurança aconselham que a vítima nunca reaja a um assalto. Quando o alvo do ladrão é o carro ou moto da vítima, saber-se protegido pode ser a diferença entre reagir ou não reagir; entre a vida e a morte.

Quem está protegido com o rastreador Carsystem sabe que seu veículo tem grande chance de ser recuperado e não parte para o confronto com o bandido.

Um motorista de São Vicente, São Paulo, cujo veículo não tinha seguro, nem rastreador, resolveu reagir e se deu mal. Ladrões armados se aproximaram do veículo estacionado e ao anunciarem o roubo, a vítima reagiu e foi baleada no abdômen. O veículo, que apresentava várias marcas de tiros e um dos vidros quebrados, foi, então, roubado pelos ladrões e abandonado duas quadras depois, sendo recuperado pelas autoridades. Os bandidos fugiram.

A vítima baleada foi encaminhada para o Hospital Municipal de São Vicente, onde passou por cirurgia. O caso foi registrado na Delegacia Sede da Cidade, que o investigará.

Em caso de assalto, não reaja! Proteja-se com Carsystem!

 Acesse o site: http://www.carsystem.com/blog/

Carros mais antigos são alvo preferencial dos ladrões

 vw-beetle-693581_1280

Ladrões enxergam nesses veículos uma alternativa mais simples ao furtar ou roubar automóveis, já que   modelos mais velhos costumam não contar com tecnologias de segurança suficientes para evitar esse tipo de ação.

De acordo com as estatísticas oficiais, o furto e roubo desses carros correspondem a cerca de 20% do total de ocorrências

Os altos preços dos seguros para carros com mais “idade”, faz com que o rastreador Carsystem seja a opção mais indicada para proteger esses veículos.

Motorista distraído, sinal de perigo

driving-407181_1280

Em tempos de correria, celular e trânsito intenso, é cada vez mais comum vermos motoristas distraídos ao volante. O Cesvi/Brasil fez um levantamento sobre as principais causas da falta de concentração dos condutores. O assunto é sério. Muita gente se machuca ou perde a vida por causa disso.

Distrações Internas

Ocorrem quando o motorista se distrai por causa de algum objeto ou ação do interior do veículo, como um ajuste no rádio, regulagem do ar-condicionado, um olhar mais atento ao painel do veículo. Essa distração tem sido agravada pelo uso de celulares ao volante, o que, além de proibido, pode deixar o motorista por alguns segundos sem olhar para frente.

Distrações Externas

Essas distrações acontecem quando o motorista  tem dificuldade para ler as placas de trânsito ou quando tenta buscar outras rotas. Muita gente também se distrai contemplando paisagens, edifícios e outdoors. Outra causa frequente de distrações externas é a observação de acidentes que ocorrem na via.

Desatenção

Há motoristas que viajam e os que “viajam”, ou seja, pensam em várias coisas enquanto dirigem e não se concentram na condução do veículo. Isso também é importante causa de acidentes.

NHTSA (National Higway Traffic Safety Administration), órgão de segurança viária dos Estados Unidos, fez um levantamento mostrando as probabilidade de acidente quando o motorista se distrai em algumas circunstâncias:

  •  Comer ao volante e falar com telefone no ouvido – dobra a chance de acidente.
  • Digitar um número no celular – 6 vezes mais chances de acidente.
  •  Mexer em espelhos – 10 vezes mais chances de acidentes.
  •  Digitar mensagens no celular – aumenta em 23 vezes a chance de acidente.

Naturalmente, a velocidade do veículo agrava o perigo quando ocorre a distração.

Perder a concentração por 1 segundo a uma velocidade de 120km/h significa que o veículo percorreu 33 metros, o equivalente a 8 carros enfileirados, sem que o motorista percebesse.

Seja um franqueado Carsystem. Clique no banner abaixo a saiba como:

logo carsystem franquias

Ladrões de carros agem na volta às aulas

A volta às aulas aumenta o risco de assalto para quem tem filhos. O embarque e o desembarque na escola são ocasiões ideais para ladrões de veículos, que se aproveitam da distração dos pais.

Adultos com crianças no carro têm menos chance de reagir e se tornam vítimas em potencial. São pouquíssimos estabelecimentos com estacionamento. São situações de risco porque é preciso prender ou soltar as crianças das cadeirinhas.

O principal alerta para os pais: olhem em volta! Prestem atenção a comportamentos suspeitos, pessoas paradas na rua, estacionadas, motos com duas pessoas, etc.

Se desconfiar, não pare. Se possível, é bom ter mais de um adulto junto. Ajuda a fazer todo o processo com mais rapidez.

Quando colocar a criança no carro, arranque rápido. Não fiquem conversando com outros pais, como vejo com frequência.

Os criminosos buscam momentos de desatenção das vítimas. Mulheres e idosos também são alvos mais atraentes.

Em caso de assalto, não reaja. Ter um rastreador Carsystem oferece tranquilidade em caso de assalto. Explique antes o que vai fazer. Diga que está com crianças, que vai tirar o cinto, que vai abrir a porta, que vai sair do carro, avise sobre qualquer movimento para que o assaltante não suspeite que seja uma reação.

Seja um franqueado Carsystem. Clique no banner abaixo e saiba como:

logo carsystem franquias

 

 

Confira dicas de segurança para sua viagem de férias

road-trip-925859_1280
Veja como deixar o trajeto da sua viagem mais segura nas férias em família: 

– Dirija com os vidros fechados, usando o sistema interno de ventilação e portas travadas;

– Não deixe os seus documentos no porta-luvas;

– Evite também deixar à mostra (ou mesmo sob os bancos) embrulhos, pastas e bolsas – o ideal é colocá-los no porta-malas do carro;

– No carro, não deixe adesivos, placas ou crachás que identifiquem o local onde você mora ou costuma frequentar;

– Ao parar nos semáforos, fique atento ao retrovisor de seu carro e mantenha o veículo engatado em 1ª marcha e distante do carro da frente o suficiente para arrancar, em caso de emergência;

– Evite atividades que tirem sua atenção do ambiente ao seu redor quando estiver parado (exemplo: maquiar-se, falar ao celular, ler jornal, etc);

– Se for fumante, não fume parado no trânsito e muito menos com a janela aberta, pois essa conduta facilita a ação de criminosos;

– Se perceber perseguição por outro veículo, procure agir com naturalidade e dirija-se para ruas movimentadas;

– Ocorrendo uma leve colisão na traseira do seu veículo e você desconfiar de algo, dirija-se até um local movimentado e procure uma viatura ou posto policial;

– Evite ostentar o uso de joias, celulares, câmeras digitais, notebooks ou tablets;

– Atente, ao chegar ou sair de casa, para a presença de estranhos nas imediações;

– Jamais dê carona a estranhos e não pare para auxiliar outros motoristas em locais ermos e horário avançado;

– Procure não transportar valores em seu carro quando estiver desacompanhado (a);

– Se um dos pneus furar sem motivo aparente, não pare no primeiro momento, procure um lugar seguro para efetuar a troca;

– Evite deixar seu carro estacionado na rua, principalmente durante a madrugada;

– Desligue o carro, retire a chave do contato e tranque o veículo ao estacionar, mesmo que por poucos minutos;

– Procure estacionar em ruas iluminadas e próximo a locais vigiados dia e noite;

– Evite namorar dentro do carro, principalmente à noite e em lugares desertos;

– Não pare para discutir “fechadas” ou “batidinhas”. É comum que ladrões provoquem isso, só para assaltar.

 ATENÇÃO: Cuidado com falsos mecânicos, sempre solícitos, que aparecem “milagrosamente” para ajudá-lo em locais ermos, tão logo seu carro entre em pane. Sinalize seu carro e peça apoio para a primeira viatura de polícia que cruzar por você.

Fonte: Grupo G . R

7 dicas valiosas para evitar assaltos no trânsito

traffic-light-876054_1280

 

Os assaltantes têm aproveitado o trânsito lento das grandes cidades para roubar os motoristas. Anote essas dicas e evite ser roubado.

1-) Evite trafegar por áreas consideradas perigosas e não faça sempre o mesmo caminho. Defina o itinerário antes de sair. Use um navegador GPS em vez de parar várias vezes para perguntar o caminho a estranhos.

2-) Nunca deixe pacotes, bolsas, pastas ou qualquer artigo que possa chamar a atenção no interior do veículo. Guarde esses objetos no porta-malas, longe da vista dos ladrões.

3-) Evite falar ao celular, pois esse ato demonstra desatenção. O cidadão se torna uma “presa mais fácil”.

4-) Ao trafegar por locais desertos, especialmente à noite, e ao perceber que o pneu furou ou ao se deparar com bloqueios de pedras ou outros objetos no caminho, não pare. A chance de ser uma armadilha é enorme. Buzine, acelere o carro, tente se livrar dos obstáculos e procure fugir, mesmo com o risco de danificar o veículo. Quando sentir-se em segurança, avise a polícia.

5-) Se perceber que está sendo seguido por outro veículo, procure agir com naturalidade, tente uma ação evasiva, busque um posto policial e peça ajuda.

6-) Ao parar em semáforos, redobre a atenção, permaneça com a primeira marcha engatada e observe a aproximação de pessoas, mesmo que não lhe pareçam suspeitas. Se possível, diminua a velocidade do veículo, de forma a poder aguardar a abertura do semáforo sem ter de parar o carro completamente.

7-) Mantenha constante contato visual com quem está na sua retaguarda, utilizando-se dos retrovisores. Agindo assim, poderá se antecipar a uma possível ação criminosa.

Se, mesmo assim, você se deparar com um ladrão, não reaja. Tenha um rastreador Carsystem. Dessa forma, você deixa o marginal levar seu carro, procure um local seguro e ligue para a Central de Monitoramento que irá bloquear e localizar seu carro.

Seja um franqueado Carsystem e seja nosso parceiro. Clique no Banner abaixo e saiba como.

logo carsystem franquias